Opinião

A minha saga com Python (ou como aprendi o básico do básico)

Em abril de 2017, escrevi aqui no blog o texto "A minha saga com redes sociais (ou por que é importante compreendê-las)", no qual narrava a minha relação com a disciplina de análise de redes sociais, desde o preconceito acadêmico-epistemológico até a inevitável aceitação e consequente aprendizado (resultante até em palestra no Social Media Week SP). Um ano e cinco meses depois, escrevo este post quase em situação e contextos idênticos, mudando apenas a protagonista: agora, compartilho a minha experiência com (e a minha redenção à linguagem de programação) Python. Antes de começar, um spoiler: não sou (nem pretendo ser/me tornar)…